Freguesia de Ançã - Cantanhede
  
                               
Ao centro do escudo, dois círculos com ondulados de azul e branco, símbolos heráldicos de água doce, representam as fontes de Ançã. Em cima, as duas rodas de oito raios, expressam o ruralismo da freguesia, a diversidade da sua agricultura e o seu património cultural. Em baixo, as duas mós fazem uma referência clara aos vários moinhos e lagares de azeite, que perduram na freguesia desde o tempo dos romanos. Todas as peças do escudo são de azul em fundo de prata, numa fiel homenagem ao brasão dos Castros.
Na bordadura do escudo, reproduz-se simbolicamente a pedra (sete paralelepípedos frontais) que, na simbologia heráldica, se denominam bilhetas. Têm a cor do ouro, representando a riqueza material, artística e histórica da nossa pedra.
O fundo vermelho, em que assentam as bilhetas, transmite o orgulho e a concomitante homenagem, devida pelo povo da freguesia a todos aqueles que, com tenacidade, esforço e arte, moldaram a pedra de Ançã.
A coroa mural a prata com quatro torres aparentes, que encima o escudo, fundamenta-se no facto desta Sede de Freguesia ter sido elevada a Vila e Sede do Concelho, em 12 de Dezembro de 1371, pelo foral de D. Femando I, actualizado no dia 28 de Julho de 1514, pelo foral de D. Manuel I.
O listel da mesma cor do campo, sob o escudo, contém a legenda a negro em maiúsculas - "Vila de Ançã".
Bandeira e Estandarte:
São de cor azul e amarelo; azul pela abundância de água das fontes, génesis da Vila; amarelo, a cor que em heráldica representa o ouro, pela riqueza natural, histórica e cultural da Freguesia.
Armas - Escudo de prata, duas rodas de carro de azul, duas fontes heráldicas de azul e prata e duas mós de moinho de azul, todas alinhadas em duas palas e postas em faixa; bordadura de vermelho, carregada de sete bilhetas de ouro. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco com a legenda a negro, em maiúsculas : “ VILA DE ANÇÃ “.
Simbologia:
As rodas de carro - Expressam o ruralismo da freguesia, a diversidade da sua agricultura e o seu património cultural.
As fontes heráldicas - Representam as fontes de Ançã.
As mós - Referencia clara aos vários moinhos e lagares de azeite, que perduram na freguesias desde o tempo dos romanos.
Os seis elementos acima mencionados, de azul e em escudo de prata - São em homenagem ao brasão dos Castro.
As bilhetas de ouro - Representam a célebres pedra de Ançã, pedra de tipo calcário, matéria prima da arquitectura artísticas espalhadas por todo o país; de ouro, representando a riqueza material, artística e histórica deste tipo de pedra.
A bordadura de vermelho - Transmite o orgulho e a concomitante homenagem, devida pelo povo da freguesia, a todos aqueles que, com tenacidade esforço e arte, moldaram a pedra de Ançã.


    

280784 visitas até ao momento.